Atualizando informações ...
Selo

Brazilian-Cross-Examination

Marca: EDIJUR
Disponibilidade: Imediata

Por:
R$ 218,00

ou 6x de R$ 36,33 Sem juros
Na compra desse produto ganhe 43 pontos
/ 12
* Aqui sua compra é 100% segura, compre com tranquilidade.
Simulador de Frete
- Calcular frete
Frete e prazo de entrega
Descrição Geral

EDITORA: EDIJUR
AUTOR: Marco alfredo mejÌa

EDIÇÃO: 1° EDIÇÃO
ANO: 2022
PÁGINAS: 496
MEDIDA: 16X23 CM - capa dura
PESO: 
1100 G
ISBN: 9786587935300

 

Nunca esteve tão importante às audiências de instruções, como nos dias de hoje.

O grau de complexidade que os processos atingiram, faz com que tais solenidades públicas se façam dentro do plano da excelência. Infelizmente na América Latina, especialmente no Brasil, o estudo das audiências, todavia é totalmente desconhecido.

Assim foi necessário importar um dos pontos mais relevantes do direito anglo-saxão e utilizar em nosso solo.

Assim temos o nosso Cross-Examination.

Uma nova visão processual, começamos a entender que as estratégias do processo são as audiências, e que a inteligência do processo são as testemunhas.

O presente livro tem por finalidade apresentar esta nova ferramenta de pensamento, fazendo com que, toda a forma de questionar e pensar, mude de forma significativa para os estudiosos que lerem e aplicarem, as ferramentas que estão nesse livro.

Não temos dúvida que será um grande avanço intelectivo e econômico, o estudo desse tema tão instigante que é o Cross- Examination.

Marco Alfredo Mejìa

Formas de Pagamento
Avaliações
Sumário

Prefácio 

AS BASES FUNDAMENTAIS DO CROSS-EXAMINATION

O INÍCIO DE TUDO

TALES DE MILETO

HERÁCLITO, O OBSCURO

O Lado Obscuro

Ações Derivadas de Heráclito

Pitágoras de Samos

Zenão de Eleia

Sócrates

Platão

A República

Aristóteles

Um Pouco de Metafísica

A Verdade dos Fatos

Logicidade do testemunho de acordo com a vida da testemunha

A busca pela justiça

O senso de justiça negativo

Medievo

Santo Agostinho

Da atenção aos desatentos

Do roubo das peras de Santo Agostinho

São Tomás de Aquino

Contrastes: parcerias

III Resposta à questão anunciada

Guilherme de Ockham (ou William de Ockham) – 1285-1347

René Descartes

David Hume

Kant

Freud e o reconhecimento de pessoas

Princípio do Olho de Águia e o Sol de Freud

Roberto Lyra

Testemunho

Prova testemunhal

Proteção das testemunhas

Evaristo de Moraes

O Coletivo

Testemunhas e sua posição objetiva

O juiz como reprodutor de suas impressões

O Nascimento do Cross-examination

John H. Wigmore

Compreensão da pena

Vindicação do crime

Grau moral

Consequências legítimas de conduta

O ambiente onde ocorreu o fato

Condições para se determinar

Culpa moral

Método de vida

Nova visão de Wigmore

Forças e critérios na argumentação

Da probabilidade de o argumento errado dar certo e a improbabilidade de o certo não conseguir argumentos 

Afirmações equivocadas e inapropriadas

O caráter da testemunha e sua reputação, em posições de Wigmore.

Testemunhos grandiosos

A capacidade da polícia de mudar testemunhos

Influenciadores acusadores

Juízes colaborativos com as argumentações de evidências e os não colaborativos

O poder de polícia como organizador principal do cross: o juiz

Fatores observáveis da defesa e do juiz para a testemunha no cross-examination

Número de testemunhas de acusação e de defesa

Idade das testemunhas

Capacidade da testemunha

Localidade onde ocorreu o fato

Gravidade do delito

Qual é o tipo penal do delito?

Tempo despendido nas audiências

Quem são os defensores

O que as testemunhas viram realmente

Distância da testemunha do fato criminoso

A testemunha conhecida na comunidade e sua força moral

Observação do crime e sua dificuldade

Divergências entre depoimentos

TESTEMUNHAS QUE SE ESQUECEM DO FATO OU SE LEMBRAM MUITO BEM

A confiança na testemunha ocular

Argumentos da memória

Como podem se portar as testemunhas nas audiências

Da palavra da vítima e do réu

Condição socioeconômica da testemunha

Testemunhas que podem responder com mais facilidade à defesa ou à acusação

Nível de inteligência ou escolaridade

Estado emocional das testemunhas

Experiência em ser testemunha

Testemunhas suspeitas

Consequências do testemunho para a testemunha

A fé do testemunho

Constrangimento da testemunha – paradoxo da fuga

A influência da vítima sobre as testemunhas

Estruturas Defensivas no Cross-examination

Necessidades estratégicas do cross-examination

Capacidade da testemunha para o exame

Capacidade psíquica e física da testemunha

Capacidade moral da testemunha

Possíveis contradições

Confirmação do testemunho de testemunho

Ideologia da testemunha

Conheça sempre as respostas

Perguntas minuciosas de forma estratégica

Análise de baixo risco negativo

Faça perguntas de afirmações a testemunhas

Perguntas necessárias de alto risco

Análise do conteúdo processual

Treine as perguntas

Regra da prancheta

Anote as partes importantes do processo

Fazer perguntas dirigidas

Inferências positivas nas perguntas

Use o poder do “sim”

Relação dos principais fatos e evidências

Perigo em perguntas que envolvem as palavras: quem, por que, onde, quando, de que maneira e com que meios

Perguntas antecipatórias

Perguntas acusatórias

Perguntas de consenso

Utilizando o replay cross

Questionamentos casuais

 

LIVRO III

Atributos de um bom examinador

Ser justo e não deixar que essa virtude atrapalhe a defesa de seu cliente

Ter uma boa memorização

Ser um bom ouvinte  

Ser persistente e resiliente

 

CHEK-LIST PARA O SEU CROSS-EXAMINATION

A História no Julgamento

Técnicas Visuais do Cross-examination nas Salas de Audiência

Serviço de inteligência virtual

Diretor de fotografia e filme

Setor de

Fluxograma de Cross Audiovisual

 

Técnicas de destruição de testemunhas examinadas

1. Reconhecimento profundo do tema

2. Buscar temas específicos

Repetição

Ser Irônico e Risonho

Recalcitrar

Pontos de Referência

Ler, Reler e Mostrar o Processo

Ladainha

Guerras com Juízes 

Epílogo

Produtos visualizados

Carregando ...